“Trânsitos Audiovisuais: Registos e Memórias de Timor-Leste no trabalho de arquivo de Max Stahl”

De igual forma, no dia 1 de junho de 2018, no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, efetuou-se uma exibição de ensaio audiovisual, da autoria de Max Stahl, sessão intitulada “Trânsitos Audiovisuais: Registos e Memórias de Timor-Leste no trabalho de arquivo de Max Stahl”. A esta, seguiu-se de um debate sobre o Centro Audiovisual Max Stahl – Timor Leste (CAMSTL), agora recebido pela Universidade de Coimbra, debate esse moderado por Susana Matos Viegas, responsável pela organização do evento. Para além desta, também Inês Ponte, Mariana Liz, Pedro Figueiredo Neto e Paulo Granjo fizeram parte da equipa organizadora de um evento abrangido no ciclo “As Ciências Sociais e o Audiovisual”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s